Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2015 Agosto Polo Agroalimentar de Arapiraca é discutido com prováveis parceiros
19/08/2015 - 15h30m

Polo Agroalimentar de Arapiraca é discutido com prováveis parceiros

Participaram da reunião, professores da Uneal, o presidente da Fapeal e representantes de investidores

Polo Agroalimentar de Arapiraca é discutido com prováveis parceiros

Foto: Jadna Cabral/Estagiária Ascom Uneal

Carlos Alberto Jr.

Um encontro que poderá gerar bons frutos para a comunidade acadêmica da Universidade Estadual de Alagoas e para o Polo Tecnológico Agroalimentar de Arapiraca. Essa foi a temática central de uma reunião ocorrida na tarde desta terça-feira, 18, na Sala dos Conselhos da Uneal, em Arapiraca, com a participação de representantes da Rede Inova, com atuação em diversos estados brasileiros e parcerias importantes na Europa e Estados Unidos.

Segundo o presidente da Rede Inova, Robson Oliveira, o potencial do Polo Tecnológico Agroalimentar de Arapiraca é enorme. “Nossa intenção é integrar o mercado por meio de uma rede colaborativa. Entendemos o polo como um meio, um instrumento a ser usado pela e para a pesquisa e também desenvolvimento de novas tecnologias na alimentação, por exemplo”, explicou.

Robson Oliveira citou, durante sua explanação, que a mandioca é um dos ricos objetos de pesquisa pelo Brasil e também fora dele. “Com este alimento pode-se fazer até massa para pizza e nós temos know-hall para lançar start ups de produtos com valor agregado à base de mandioca em cooperação até fora do Brasil”, justificou.

A Rede Inova já começou a desenvolver projetos em parceria com a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e atualmente tem diversos outros em Pernambuco e na Paraíba, por exemplo, com as universidades federais daqueles Estados. “Precisamos do envolvimento de instituições como a Uneal. Temos parceiros com experiência, capital para investimento e interessados nos resultados de pesquisas”, afirmou.

O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), professor Fábio Guedes Gomes, participou do encontro e afirmou que o estado alagoano continua fora do mapa de pesquisa. “Aqui tudo ainda é rarefeito e desunido [no desenvolvimento de pesquisas]. Nosso papel é juntar os grupos de pesquisa, formar mais mestres, fixar doutores com bolsas, por exemplo. Desafio também é melhorar a pós-graduação aqui em Alagoas e a Uneal tem papel importante nesse contexto”, disse.

O vice-Reitor da Uneal, professor Clébio Correia de Araújo, participou da reunião e afirmou que a Universidade, como gestora do projeto desde a sua concepção, precisa consolidar institucionalmente o Polo “que já pressupõe, por si só, um arranjo de parcerias. Essa proposta vem a calhar e precisamos envolver, de fato, o Governo do Estado. Em meu entendimento, não podemos deixar de passar essa oportunidade, ponderou.

A necessidade de Alagoas estreitar a relação com o mercado também foi destacado pelo vice-reitor. “Acredito que estamos na direção certa. Precisamos juntar pesquisadores, construir um projeto comum para atuação direta da Uneal no Polo”, finalizou o gestor.

Também participaram da reunião professores de cursos como Zootecnia, Ciências Biológicas e Química, todos com potencial para desenvolvimento de pesquisas no Polo Tecnológico Agroalimentar de Arapiraca, além do pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Uneal, professor Cristiano Cezar.

 

Ações do documento

bannereduneal.jpg

banner_lateral_SEI.jpg

sisu.png

sistema academico

sistema-academico-tecnico.jpg

CPL

logo prodic

revistas.png

egresso-frase.png

bannereduneal.jpg

ouvidoria.png

lateral_registro_diplomas_externos.jpg