Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2015 Janeiro Calendário temático 2015 da Fapeal é lançado no Campus I
14/01/2015 - 17h10m

Calendário temático 2015 da Fapeal é lançado no Campus I

Iniciativa tem apoio e colaboração da Uneal; presença indígena em Alagoas é o destaque.

Calendário temático 2015 da Fapeal é lançado no Campus I

Fotos: Clau Soares

Carlos Alberto Jr.

O calendário temático 2015 da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) foi lançado na manhã desta quarta-feira, 14, na Sala dos Conselhos da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), em Arapiraca. A cerimônia foi aberta à comunidade acadêmica e ao público em geral.

Este ano, a iniciativa chegou a sua 12ª edição focando no tema “A Presença Indígena em Alagoas”. Por mais uma vez, o calendário temático da Fapeal tem dois formatos, o de mesa e o de parede.

O resultado final chamou atenção de quem já recebeu o exemplar. A Assistente em Serviços de Educação da Uneal, Lidiane Maria Nunes Silva, gostou do que viu. “Cada versão sempre é muito interessante, mas esse nos traz a realidade dos nossos indígenas que conhecemos muito pouco. São elementos que, para mim, são novidade, alguns eu achava que não existia na região. O acabamento também ficou perfeito”, destacou a servidora.

A iniciativa é resultado das pesquisas desenvolvidas ao longo de um ano pelos professores do Centro de Estudos Superiores de Maceió (Cesmac) Douglas Apratto Tenório e Jorge Vieira, e da Uneal, Jairo José Campos da Costa e Clébio Correia de Araújo. “O calendário da Fapeal veio justamente para reforçar a construção da nossa história pelo povo negro, pelo povo indígena. Fico muito feliz de poder participar por três anos consecutivos desse projeto, dessa relação interinstitucional tão importante para todos nós”, ressaltou o reitor.

O secretário de Estado da Ciência, da Tecnologia e da Inovação, Pablo Viana, destacou a importância da parceria no projeto. “A palavra de ordem também nesse projeto é a integração. É um belo trabalho de registro em imagens de algo que ainda está vivo e que a gente precisa diceminar, atré porque a gente ainda usufrui dessa herança deixada pelos índios”, ressaltou.

DEDICAÇÃO E CONHECIMENTO

Já o professor Douglas Apratto destacou a chegada do professor Jairo Campos no projeto. “Temos ainda alguns calendários a fazer juntos, mas, em breve passarei o bastão a você e ao professor Clébio. Nós trouxemos para esse projeto as pessoas que trabalham a temática indígena, que dedicam à temática, os conhecedores da causa”, afirmou, lembrando, ainda, o episódio da Quebra de Xangô e o bicentenário da proclamação da independência de Alagoas, que será completado em dois anos.

O professor foi mais enfático em sua explanação ao tocar no preconceito que ainda existe contra os povos inígenas. “Somos uma sociedade mestiça. Nossas origens são mais indígenas e africanas, mas também são portuguesas, italianas. A gente tentou, com o calendário e com o livro, contribuir para a desmistificação da questão indigena e colocar a todos esse componente cultural, antropológico, viceral do alagoano. A cultura indígena continua presente em nossa sociedade”, destacou.

O calendário da Fapeal tornou-se um marco para a pesquisa em Alagoas ao valorizar a cultura local. Durante o lançamento foram distribuídos exemplares do calendário a todos os presentes. O projeto foi orçado em R$ 14 mil, com recursos da fundação de pesquisa. A Uneal participa da elaboração do Calendário Fapeal desde 2013. Naquele ano, o foco foi a presença da cultura negra em Alagoas. Em 2014, a fotografia foi o tema escolhido.

Ações do documento

bannereduneal.jpg

banner_lateral_SEI.jpg

sisu.png

sistema academico

sistema-academico-tecnico.jpg

CPL

logo prodic

revistas.png

egresso-frase.png

bannereduneal.jpg

ouvidoria.png

lateral_registro_diplomas_externos.jpg