Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2017 Março Professora da Uneal recebe comenda da Universidade Católica de Pernambuco
08/03/2017 - 07h45m

Professora da Uneal recebe comenda da Universidade Católica de Pernambuco

Homenagem é em reconhecimento ao trabalho desenvolvido com povos indígenas

Professora da Uneal recebe comenda da Universidade Católica de Pernambuco

A professora do Campus III da Uneal,  Iraci Nobre da Silva,  foi uma das 15 pessoas selecionadas pela Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), para receber a comenda “Em defesa da vida e dos direitos Humanos”. A homenagem é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido em sete comunidades indígenas alagoanas. A cerimônia de entrega da comenda será realizada nesta quarta (8) às 17h30, no Campus da Unicap, em Recife, durante as comemorações da Semana da Mulher.

Iraci Nobre da Silva, que é doutoranda no Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem da Unicap, iniciou pequenos projetos com o povo indígena Xucuru-Kariri de Palmeira dos Índios em 2004. Nos dois anos seguintes o que era um simples projeto começa a ganhar corpo, e passa a uma dimensão maior, constituindo-se em um grande projeto de extensão.

“Em 2008, como membro atuante do Fórum Estadual Permanente de Educação Escolar Indígena – FEPEEIND, fui convidada para participar de um grupo responsável pela elaboração de um grande projeto de cursos vinculados ao Prolind- Programa de Apoio à Formação Superior e Licenciaturas Interculturais Indígenas”, explicou a professora.

Em setembro do mesmo ano foi aprovado o projeto Prolind/AL, pelo Ministério da Educação, através da Secretaria de Educação para a Diversidade - SECADI, oferecendo cursos de licenciatura em quatro áreas do saber: Ciências Biológicas, História, Letras e Pedagogia.

À época, a Uneal ofereceu 80 vagas, para 7 etnias dentre elas os Xucurus Kariri, Tingui Boto, Karapoto Plak-o, Kariri Xocó, Koiupanká, Jiripancó e Wassu Cocal, que estão localizadas, respectivamente, nos municípios de Palmeira dos Índios, Ferira Grande, São Sebastião, Porto Real do Colégio, Inhapi, Pariconha e Joaquim Gomes.

O Prolind em Alagoas, que é coordenado pela professora Iraci Nobre da Silva, sob a vice coordenadoria da professora Mary Selma, se constitui um espaço de veiculação de saberes tradicionais e acadêmicos, que indubitavelmente representa um acervo significativo tanto para a Uneal, como para as escolas de ensino médio e fundamental, carentes de maiores informações sobre a diversidade cultural e ambiental dos povos indígenas.

“Os cursos de licenciaturas interculturais indígenas resultam das lutas históricas e de resistência pela garantia de direitos à formação de professores a partir das singularidades dos povos indígenas, em seus diversos aldeamentos com seus costumes e valores específicos”, afirmou a coordenadora do Prolind/Alagoas.

O reitor da Uneal, Jairo José Campos da Costa, afirmou que em 200 anos de história de Alagoas, a Uneal foi a única universidade de todo o estado, que promoveu a formação superior dos povos indígenas conferindo a licenciatura a 74 professores índios em Alagoas “Essa homenagem é mais do que merecida, quero parabenizar toda a equipe de gestão do Prolind/Alagoas, em nome da professora Iraci, que é um exemplo de responsabilidade acadêmica na Uneal”, finalizou o reitor.

 

 

Ações do documento

bannereduneal.jpg

banner_lateral_SEI.jpg

sisu.png

sistema academico

sistema-academico-tecnico.jpg

CPL

logo prodic

egresso-frase.png

bannereduneal.jpg

ouvidoria.png

lateral_registro_diplomas_externos.jpg