Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias 2021 Outubro Uneal abre visita pública ao Museu do Índio no Campus de União dos Palmares
19/10/2021 - 17h55m

Uneal abre visita pública ao Museu do Índio no Campus de União dos Palmares

Nome do cacique Geová José Honório da Silva in memoriam foi escolhido para o museu

Uneal abre visita pública ao Museu do Índio no Campus de União dos Palmares

Gestores da Uneal e indígenas celebram inauguração

Texto e fotos: Rodrigo Rosas

O reitor da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Odilon Máximo, junto ao professor Jairo Campos conduziram na manhã da segunda-feira (18) a cerimônia de abertura do Espaço de Memória Indígena Alagoana, Geová José Honório da Silva, povo Wassu Cocal (Joaquim Gomes-AL). A agenda no campus V, União dos Palmares, contou com a presença de gestores estaduais e recebeu cerca de 90 índios da etnia Wassu Cocal que apresentaram danças indígenas e conheceram o espaço.

O Espaço de Memória foi organizado a partir de pesquisas nas 12 etnias do estado distribuídas em dez cidades. O levantamento resultou na seleção 100 artefatos, incluindo cachimbos, colares, cocares, tiaras, vestimentas, esculturas de divindades, arcos, flechas, burduna, panelas, entre outros objetos produzidos pelos índios alagoanos.

 

Espaçomuseuindio

"Esse museu é um espaço importante para valorização da cultura Indígena, por isso dialogamos com o professor Jairo Campos para o projeto pudesse ser realizado. Desta forma, hoje é um dia muito feliz em virtude da instalação deste museu na Uneal ", enfatizou o reitor Odilon Máximo".

O idealizador do Museu do Índio Alagoano, professor Jairo Campos destacou que "o cacique Geová integrou uma geração de lideranças que foi importantíssima para que o povo indígena de Alagoas tivesse o reconhecimento que tem hoje, por isso e pelo compromisso dele de gerir o povo Wasssu Cocal nós fizemos essa homenagem. Nós faremos neste espaço ensino, pesquisa e extensão. A Uneal é vanguarda e tem um compromisso institucional com os povos tradicionais".

O Museu tem fixado obras de 30 artistas em uma narrativa curadorial e expográfica pensada pela equipe multidisciplinar.

"Esse momento é inesquecível e histórico no estado de Alagoas. Nosso saudoso cacique está no meio de nós, eu vivi com Geová e aprendi muito. Em nome do povo Wasssu Cocal eu agradeço a todos pela entrega desse espaço", ressaltou o atual cacique Edmilson José.

Dançawassu

A equipe multidisciplinar do Museu é formada pelos seguintes componentes: a museóloga, Carmen Lúcia, expografia/curadoria, arquiteto, Rafael Brandão e o professor Dr. Jairo Campos, pesquisador/historiador, Adelson Lopes, e produção audiovisual, Tingui Filmes.

Estiveram ainda presentes na frente de honra da visita pública, o Pró-reitor de Extensão da Uneal, Carlindo de Lira, a secretária da Mulher e dos Direitos Humanos de Alagoas, Maria Silva, a secretária Municipal de Turismo de União dos Palmares, Izabel Maia, a egressa do Prolind, Simone Vanderley, a viúva do Cacique Geová Honório, Maria Bezerra, o diretor do campus V, Nilton Resende, a vice-diretora, Edna Porangaba, e o arquiteto Rafael Brandão.

Ações do documento

bannereduneal.jpg

banner_lateral_SEI.jpg

sisu.png

sistema academico

sistema-academico-tecnico.jpg

CPL

logo prodic

revistas.png

egresso-frase.png

bannereduneal.jpg

ouvidoria.png

lateral_registro_diplomas_externos.jpg