Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Ex-ministra Matilde Ribeiro encerra atividades do seminário Negritude e Resistência na Uneal
24/11/2011 - 10h38m

Ex-ministra Matilde Ribeiro encerra atividades do seminário Negritude e Resistência na Uneal

Palestra acontece no Campus I da Uneal, às 19h, em Arapiraca

Ex-ministra Matilde Ribeiro encerra atividades do seminário Negritude e Resistência na Uneal

Clau Soares

Depois de dois dias intensos de muitos debates, reflexões e apresentações culturais ligados à questão negra, o Seminário Negritude e Resistência organizado pelo Núcleo de Estudo Afro-Brasileiro cuja coordenação é do professor Clébio Correia, encerra nesta quinta-feira, 24, mais uma edição exitosa no agreste alagoano.

Desde terça-feira, 22, o Campus I da Universidade Estadual de Alagoas, em Arapiraca, está mobilizado para a discussão e socialização de temas relacionados à questão étnico-racial no Brasil. Grandes nomes do cenário brasileiro estiveram na capital do agreste para a condução de mini-cursos, oficinas e palestras, apresentações culturais e divulgação de manifestações da cultura negra.

A abertura da programação ficou por conta da professora da Universidade Federal do Ceará, Silvia Maria Vieira dos Santos, que orientou os trabalhos do mini-curso “A Sóciopoética como Caminho Metodológico para Pesquisa em Educação”, a partir das 14h, da terça-feira, 22. Em seguida, foi realizada a oficina “Vivência de Biodanza: Vivendo o Legado Africano”, conduzida pela fotógrafa e arte educadora de São Paulo Valu Ribeiro.

Durante a noite, a palestra magna, ministrada pela professora da Universidade Federal Rural de Pernambuco Denise Botelho, abordou as “Práticas Educativas na Perspectiva das Cosmovisões Africanas”. A noite foi finalizada com a Orquestra de Tambores de Maceió.

Na quarta-feira, a oficina “Teatro do Oprimido e Relações Étnico-Raciais” teve a mediação do professor Gladyson Pereira. A palestra magna “Africanidades e Juventudes em Comunidades de Terreiros” teve a professora Silvia Maria Vieira dos Santos como condutora. No final da noite, Sapulha apresentou um espetáculo de Capoeira, Puxada de Rede e Maculelê.

O evento será encerrado nesta quinta-feira, 24, com a realização do mini-curso, a partir das 14h, “O Contexto de Implementação da Lei 10.639/03 em Alagoas: Avanços E Desafios”, com a professora Irani Silva Neves.

A grande expectativa da noite é a palestra “Negritude e Políticas Públicas: Desafios para a Construção de uma Nação Brasileira Multicultural” qu terá a presença da professora e ex-ministra da Promoção da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro – militante ícone na luta pela igualdade racial no Brasil. 

A noite será encerrada com o lançamento do primeiro número da revista “Odara” do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiro da Uneal e também com apresentação cultural Afoxé Oju Omin Omorewá.

 “Este seminário é um evento marcante no agreste por ser a primeira iniciativa acadêmica local que discute a questão negra. ‘Por aqui já passou a maioria das lideranças mais expressivas desse segmento no interior do Estado e este ano não seria diferente”, destaca Clébio Correia.
 

Ações do documento

sisu.png

sistema academico

sistema-academico-tecnico.jpg

BanneRegistro.jpeg

CPL

logo prodic

revistas.png

egresso-frase.png

ouvidoria.png