Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Uneal participa de Lavagem do Bonfim em Maceió
09/01/2012 - 12h42m

Uneal participa de Lavagem do Bonfim em Maceió

Instituição incentiva valorização de manifestações culturais

Uneal participa de Lavagem do Bonfim em Maceió

O reitor da Universidade Estadual de Alagoas, Jairo José Campos da Costa, e o vice-reitor, professor Clébio Correia, participaram, neste domingo, 08, da Lavagem do Pátio da Igreja do Bonfim, festa popular que reúne religiosos de matriz africana, em Maceió. O evento teve início à tarde na Igreja do Bonfim, no Poço, e seguiu, em passeata, até a Casa de Iemanjá, no bairro da Pajuçara. Segundo os organizadores, “a ação tem o objetivo de promover a integração das casas de axé do estado, e de grupos praticantes e simpatizantes”.
 


De acordo com Jairo Campos, a Uneal tem apoiado as iniciativas culturais que visam à valorização de manifestações africanas em Alagoas, como forma de preservar a influência africana em Alagoas. A organização da Lavagem do Bonfim contou com o apoio da Uneal.

Xangô Rezado Alto: A Universidade vai promover ainda este ano uma série de atividades para lembrar o centenário do “Quebra do Xangô”, ação ocorrida em 1912 que culminou com a destruição de terreiros e casas de matriz africana, em Maceió. As atividades fazem parte do projeto “Xangô Rezado Alto”.

A primeira ação será realizada, nos dias 01 e 02 de fevereiro, com apresentações culturais, na Praça dos Martírios, localizada no Centro de Maceió. A previsão é de que a programação estenda-se durante todo o ano de 2012, com realização de seminários, congressos, exposições, prêmios e apresentações artísticas.

A programação completa será divulgada em breve, como explica um dos organizadores do projeto, Vinícius Palmeira: “A nossa idéia com esse encontro é justamente discutir com a comunidade essa programação e em breve poderemos divulgá-la”, explicou.

“A Uneal vive um momento de maior aproximação com a comunidade e os movimentos sociais, e esse episódio (“O Quebra”) é bastante emblemático, por isso pretendemos dar mais visibilidade às manifestações de cultura negra em Alagoas”, destaca o reitor Jairo Campos. O projeto tem o apoio do Governo Federal, UNEAL e conta com a parceria da Universidade Federal de Alagoas, além de pais e mães de santo de todo o Estado.
 

Ações do documento

sisu.png

sistema academico

sistema-academico-tecnico.jpg

BanneRegistro.jpeg

CPL

logo prodic

revistas.png

egresso-frase.png

ouvidoria.png